Resenha: "Smile: a vida de Lily Allen", Bella Wolfson @lilyrosecooper @edBestSeller

quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013



Smile - A Vida de Lily Allen"Smile: a vida de Lily Allen"
Título Original: "Smile: The Story of Lily Allen"
Autor: Bella Wolfson
Tradutor: Cassius Medauar
Editora: Best Seller/Omnibus Press
238/208 pág.s
Lançamento: 2012/2010
Onde Comprar: Opção 1 - Opção 2
 
"Desbocada, irreverente e bem-humorada, Lily Allen alcançou o topo das paradas musicais e conquistou uma legião de fãs ao redor do mundo com sua voz suave e letras ácidas. Neste livro, somos apresentados a tudo que serviu de inspiração para suas músicas, desde a separação dos pais até seus namoros mal-sucedidos e sua conturbada relação com a mídia e os paparazzi. Uma das primeiras revelações pop da web, Lily abriu caminho para uma série de artistas britânicos talentosos como Adele e Kate Nash, e, no caminho, ganhou diversos prêmios e se tornou uma renomada artista pop da atualidade. Um ótimo livro pra quem deseja conhecer a história por trás da rebeldia encantadora de Lily."

Olá pessoal, boa noite, tudo bom?A resenha de hoje é da biografia da Lily Allen, a cantora que é mais conhecida pela seu single de maior sucesso: Smile.Também a conhecia por The Fear e LDN(que pensava que era outra pessoa que cantava), mas enfim, ela fez feat com a P!nk na música True Love no novo albúm da P!nk, recebi esse livro da Best Seller e resolvi pesquisar mais a fundo junto com a leitura sobre a cantora, sempre me simpatizei por ela, mas era bem poser, pois não conhecia nem metade de um albúm dela  e muito menos da história da vida dela, não vou contar todos os detalhes aqui, pois não vou reescrever o livro, vou dar uma resumida  e apontar alguns tópicos aqui.

“Lily Rose deve seu nome a uma fonte não muito romântica.Se a lenda estiver certa, Keith escolheu o nome da filha inspirado pelos Lilywhites, o apelido do Fullham FC, o time de futebol preferido dele.”

http://dassler.stlouisblogs.org/archives/Lily-Allen-CD-Cover.jpgBom, como na citação abaixo, não foi do nada que Lily resolveu seguir uma carreira no mundo da arte, o pai e irmão são atores e a mãe produtora, então teve um pontapé incial para a carreira de cantora.Nascida em Londres, Lily Rose Copper  teve problemas com drogas desde os 12/13 anos, e em sua adolescência frequentava festas com pessoas mais velhas do que ela, já teve até overdose e quase faleceu, aí resolveu com a música ir diminuindo a bebida, festas e etc e começar o início de sua carreira, sua família também foi meio conturbada, com a separação dos pais depois de um tempo.


“Uma coisa era certa: os pais de Lily estavam determinados a fazer com que seus filhos se enquadrassem na vida deles, e não o contrário.Isto acontecia em parte porque era o que os pais liberais e “legais” faziam, mas por outro lado, os anos 1980 eram de uma geração “eu”: Margaret Thatcher estava no poder e as pessoas eram encorajadas a vencer por conta própria e de seu jeito, além de tirar da vida o máximo possível, se queriam algo deveriam ir em frente, carregando seus filhos ou não.”

Aos poucos Lily foi ganhando espaço, e um fator que foi super essencial para seu sucesso foram as redes sociais, em especial o MySpace, pela internet era onde se comunicava com os fãs e o que começou com um show particular para fãs londrinos e depois a turnês pelo mundo todo.Atualmente Lily está meio apagada por consequência da gravidez, mas esse ano ou em 2014 ela irá lançar um novo albúm no qual já está trabalhando, sua última participação foi na música “True Love” com P!nk, esperamos que ela lance um próximo albúm  rápido.
Bom, esse livro me levou a gostar mais ainda da artista, um fã, Lily não levava desaforo para casa e como todos os artistas a perseguição por paparazzis e encrencas com outros artistas, como o “duelo” entre ela e Amy Winehouse, não foi diferente com ela; a autora narra desde o nascimento até a Lily na época do lançamento do livro, como sua música sempre foi influencida por relações amorosas, a família(como “Alfie”, feita para/sobre o irmão), e também com várias críticas sociais.

http://1.bp.blogspot.com/-Fnw5pu3dZ_M/Tfo0Gg9jsQI/AAAAAAAAAAs/dCi8hL2A28w/s1600/Lily+Allen+Album+Front+Cover.jpg
“Lily tinha aberto as portas para artistas femininas como Kate Nash, e mais tarde Adele, surgirem e ararem suas próprias terras, escrevendo suas músicas e recusando a fazerem ou serem o que a indústria musical esperava delas.”

Achei interessante também que os festivais que era levada pela família e depois ia com os amigos foi outro fator que a incentivou também e que anos depois estaria ela se apresentando.
Sobre o livro ele não é super dinâmico e nem monótono, a autora vai contando com vários fatos a vida de Lily, me incomodou um pouco as fotos estarem todas juntas no meio do livro, eu preferiria que estivessem com o decorrer da leitura, é mais difícil para a editora, mas melhoraria a leitura, é no mesmo formato da biografia da Rihanna, páginas brancas e as imagens no meio, a diferença é a capa que contém o verniz brilhante comum, gostei do trabalho de contra-capa do livro, com a sinopse e um coloridinho, a imagem da capa me deixou meio incomodado com a Lily meio dentuça(kkkkkk risos).E uma última dica: é bem legal ir lendo e após o término de cada clipe ouvir as músicas e ver os clipes que foram citados.Por hoje é isso gente, espero que tenham gostado, comentem  o que acharam da resenha e se já leram o livro, o que acharam do livro e se conhecem a cantora e são ou não fãs, comentem e comentem,  e agora nos resta aguardar pelo lançamento do próximo cd da Lily Allen.

“Pode soar meio ‘bitchy’, mas gosto de fazer turnês porque sei que todos os meus meninos, minha banda, tem como prioridade cuidar de mim e eu gosto disso’’, admitiu à GQ.”Gosto de estar em um lugar e quatro barbies entram e todos ficam babando, mas sei que na verdade eu sou a única de que eles gostam.Isso me dá conforto.“

A Autora:

 Bella Wolfson é escritora freelancer e locutora de rádio especializada em música, cinema e culinária.Ela vive em Brighton com o marido e as filhas.

“Tenho mais tempo e muito mais privacidade.Acabamos nesse mundo irreal de comunicações e não quero isso.Quero minha vida rela de volta.”
 

PLAYLIST:

-“Alfie”, Lily Allen OUÇA/ASSISTA AQUI
-“Smile”, Lily Allen OUÇA/ASSISTA AQUI
-"LDN", Lily Allen OUÇA/ASSISTA AQUI
-“Litllest Things”, Lily Allen OUÇA/ASSISTA AQUI
-“Who’d Have Known”, Lily Allen OUÇA/ASSISTA AQUI
-“The Fear”, Lily Allen OUÇA/ASSISTA AQUI
“True Love”, P!nk feat Lily Allen OUÇA AQUI

Comentem gente, comentem!!!

0 comentários:

Postar um comentário

 
O Simbolista © 2012 | Designed by Guilherme Cepeda