"Fire In the Hole" #2 com Vanessa Bosso

sábado, 10 de setembro de 2011


Olá!

Hoje vamos falar um pouco sobre os modismos e os best-sellers internacionais voltados para o público juvenil. Sabem de que estou falando?

Crepúsculo, Harry Potter, Vampire Diaries, Pretty Little Liars, Percy Jackson e por aí vai.

Vou traçar um paralelo entre os dias de hoje e minha própria adolescência.

Quando eu tinha quinze anos, se aparecesse no colégio com um livro debaixo do braço, provavelmente sofreria bullying.
Hoje, andar com o livro da moda debaixo do braço é questão de status. É cult. Faz de você alguém interessante.
Estou amando acompanhar essa mudança de paradigmas, apesar de acontecer pelos motivos errados.

Quando me perguntam o que acho da série Crepúsculo vou logo dizendo: São livros bem escritos mas, sem conteúdo. A narrativa empolga mas, não acrescenta nada em nossas vidas.

Fazendo novamente o paralelo entre a minha juventude e a atual, tenho que dizer que sou fã da Stephanie Meyer. Sabem por quê? Porque ela despertou nos jovens a vontade de ler. Despertou a curiosidade em conhecer outras histórias. Mudou paradigmas. Deu aos jovens uma gama de possibilidades infinitas, mostrando que o mundo escrito pode ser tão legal quanto ir ao cinema.

Como não serei fã dessa pessoa?

E assim acontece com todas as séries e livros da moda. Pouco me importa que sejam modismos… o que realmente importa é que os jovens estão lendo mais!

O mais legal nisso tudo é que essa moda chegou ao Brasil. Vejo isso na escola da minha filha. As meninas desfilam os livros da moda como bolsas Louis Vuitton. Os meninos desfilam como se fosse a camisa do time de futebol. Ninguém tem vergonha de carregar um livro… conseguem perceber a diferença entre a minha época e a de hoje? Não é incrível?

Qualquer tipo de leitura é bem vinda. Até os livros sem conteúdo podem valer a pena. Sempre terá uma palavra nova a ser aprendida, um conceito que você não conhecia e assim, enriquecemos a nossa bagagem… afinal, a única coisa que levaremos dessa vida serão as histórias vividas.
E quando lemos, vivemos a história. Somos o protagonista. Por isso digo que, quanto mais lermos, maior a bagagem que levaremos para uma outra vida.

Qual a sua opinião sobre o assunto? Conte para nós e deixe também sugestões de pauta para a coluna. Esse será um espaço de debate e a sua colaboração será muito importante.

Hasta la vista,

VanBosso



Vanessa Bosso é redatora publicitária há mais de 10 anos. Descobriu sua verdadeira vocação há pouco menos de 2 anos quando escreveu seu primeiro romance: 2012 uma aventura no fim do mundo. Depois desse mais três foram escritos: O ElementalO Imortal e Senhor do Amanhã.
*Acompanhe mais no blog da escritora "Mundo da Van"

COMENTE NESTE POST E CONCORRA A ESTE KIT DO NOVO LIVRO DA VAN: "O ELEMENTAL", COM CANETA, BLOQUINHO E MARCADOR!!!
(o sorteio ocorrerá quando este post alcançar 15 comentários)

18 comentários:

  1. Eu devo ser da sua época com certeza andar com um livro seria o fim do fim, já era dificil ir bem nas matérias ler livro seria o final da vida social, mas como vc amo a epoca atual em relaçao a leitura, tenho 2 filhas uma adolescente e outra na alfabetização, tem idéia da alegria qdo elas falam> mãe compra este livro pra mim...eu quase choro..E deve admitir que voltei a ler por causa da SM como trabalho e ando de metro ,,um dia esqueci meu MP3 e reparei que no meu vagçao havia pelo menos 15 pessoas lendo Crepusculo,,qdo cheguei na empresa fui ver a resenha e me encantei (gosto de vampiros) ai comprei, vicei amigas cunhadas, sobrinhas e afins..como vc disse nçao acrescenta mas para mim foi um renascer e uma descoberta de grupos de leitura, blogs, twitter e afins,, hj nçao passo um dia sem ler e isto influencia minhas filhas q qdo me vêem rindo, chorando ou brigando com o livro querem saber oq rola e acabaram assim embarcando no mundo da leitura..logo hj pra leitura é a época ideal e isso é comprovado na Bienal q sempre esta lotada..Desculpa se me estendi mas me empolguei..Bjokas!!

    ResponderExcluir
  2. Oie!
    Você tocou num ponto que sempre falo quando alguém me pergunta o que acho de Crepúsculo!
    Posso detestar o conteúdo, mas tenho que bater palmas para a Meyer ter conseguindo o que poucos conseguiram antes: um legado de leitores.
    Vi isso em Harry pottr, na geração dos meus primos e vejo com a geração do meu afilhado, com Crepúsculoe companhia.
    Qualquer motivo para eles começarem a ler é válido... o "vírus" pega e aí não larga mais!

    ResponderExcluir
  3. Devo dizer que nunca havia analisado a situação por esse paradigma. Eu realmente não gosto de Crepúsculo por uma série de razões e abandonei a leitura porque não aguentava mais ler. Mas se o jovem, ao ler uma obra "fraca" (vamos usar este termos entre aspas), sentir vontade de ler mais e mais, isso poderá intensificar o nível de suas leituras e despertar o interesse nas "terríveis" obras clássicas. Tenho relatos de pessoas que não suportam ler exatamente por terem sofrido traumas escolares com a leitura obrigatória dos clássicos. Eu mesma não gostava deles até o meu segundo ano do ensino médio, quando conheci o Álvares de Azevedo e me apaixonei! Espero que, assim como aconteceu comigo, isso aconteça com os outros jovens. Ler precisa ser, acima de tudo, uma atividade prazerosa.
    ótima discussão, Van!

    ResponderExcluir
  4. Na minha opinião sempre existiu boas obras literárias, no entanto, o fato é que hoje o Marketing está mais agressivo, por uma evolução natural ou maior investimento na área. Um bom Marketing é a alma do negócio. E obras antigas não tiveram essa ajuda extra.
    Abs.

    ResponderExcluir
  5. Oi, é a primeira vez que comento aqui. Adorei tudo, sempre li de tudo e acredito que sempre estarei pensando em um livro. Embora pareça moda ler, sou a única pessoa que conheço que lê tanto quanto eu, muitas vezes as pessoas me olham com estranheza, isso aconteceu comigo recentemente quando comemorei por ter comprado Jogos Vorazes e Em Chamas no Submarino por 29,90 os dois (não é um achado?), me disseram que cada louco com sua mania!!!!
    Mil Bjos

    Fabi!!
    "Um romance, um sonho..."

    ResponderExcluir
  6. Eu concordo, apesar de ainda ter muitas pessoas que acham que eu to perdendo tempo lendo e que me olham estranho quando eu apareço com um livro (ou quando começo a brigar com ele, mas nesse caso faz sentido =P ), as situaçao vem melhorando, e muito..

    Eu sempre amei ler uns livros que tinham la em casa, mas quando eles acabaram eu parei, ate que eu vi uma colega com crepusculo e fui ler, na epoca eu totalmente amei e fui lendo mais e mais livros, hoje eu nao gosto mais tanto assim de crepusculo, eu achei livros que me marcaram mais, mas foi por causa dele que eu voltei a um mundo que eu totalmente amo e hoje eu sou uma completa viciada em leitura.. Na verdade minha mae meio que acha que eu devia diminuir um pouco, ela acha que eu vou leva-la a falencia o.O

    Tbm é a primeira vez que comento aqui, mas vou voltar mais vezes.. Adoreii o post e a maneira como ele foi escrito

    beijinhoos
    @milla_rupert

    ResponderExcluir
  7. Faço minha as suas palavras, acrescentando somente que na "minha época" ler era obrigação para prova escolar, o que tornava algo maçante, cansativo e sem estimulo algum.
    Hoje é puro prazer, é divertido, é uma obstinação para crianças, jovens e adultos de concluir um livro ou uma serie inteira e ainda ficar um gostinho de "quero mais"

    Nizete
    ciadoleitor.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Realmente na "moda" hoje encontramos uma variedade enorme de títulos. Quando ebati isso em uma questão da faculdade infelizmente as professoras não entenderam que são esses livros que despertam o interesse de muitos jovens. Através desses livros que eles vão em busca de outros e acabam até escolhendo autores nacionais e até mesmo livros solicitados para vestibular.
    A escola que eu trabalho é exemplo disso. Os livros ficavam paradaos na biblioteca sem despertar o interesse dos alunos, depois que adquirimos a "Saga Crepúsculo" e "O Guia dos Mochileiros da Galáxia" nenhum livro parou na estante.

    ResponderExcluir
  9. Oii, primeira visitinha por aqui o/
    Adorei seu blog! Muito fofo...
    Estarei comentando seus post!
    E seguindo, me segue também!
    Bjss *-*
    http://territoriodascompradorasdelivro.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  10. Gostei do seu ponto de vista.
    A saga crepúsculo, ao menos pra mim, na idade que estou hj acabou o encanto da minha adolescência, rs ^^
    hj vejo a saga com outro ponto de vista!
    bjs

    ResponderExcluir
  11. Eu sou do público juvenil, e acho ótimo que tenham sagas que inserem e despertam a vontade dos jovens no mundo literário. O que não entendo é quando, depois desses livros, não vão atrás de outros, com outro conteúdo, ás vezes menos conhecidos e muitas vezes melhores.
    Eu por exemplo, fico sempre ligada aos novos lançamentos para não perder nenhuma grande história, mesmo que não vire um grande sucesso de vendas.
    bjs

    ResponderExcluir
  12. Oi Vanessa
    Realmente o modismo de se andar com livros caiu no gosto dos adolescentes e acho isso otimo.
    Fui da epoca que andar com livro na escola era ser tachada de nerd e imecil e hoje isso graças a Deus mudou.

    Só discordo de uma coisa aqui:

    Pra mim todo livro que voce ao ler aprenda nem que seja uma nova palavra não deve ser considerado como sem contéudo.
    Sou do tipo que toda leitura seja valida sendo ela da moda ou não.

    Abraços e bom domingo.
    Leka

    ResponderExcluir
  13. olá, eu concordo que o importante é ler .. eu comecei a ler gibis e historias em quadrinhos.. e faz tempo isso .. e o gosto pela leitura só cresceu ..acho que não deve haver limite para a leitura .. aops poucos a gente vai fazendo as escolhas .. eu ainda prefiro ler mesmo q digam que não vale a pena .. como quando falam mal de algum filme e vejo assim mesmo .. pq meu olhar não é igual ao do outro ..claro que , no caso de crianças , adolescentes , deve ter um controle e a família deve interferir mas sem podar .. e vamos ler pq ler é uma viagem sem sair do lugar .. sempre .. bjks LIN

    ResponderExcluir
  14. Oi, Van,
    Adoro livros da moda! Sempre fui curiosa e eles despertam em mim essa vontade de me aprofundar, ainda mais quando viram filmes! Marketing, alguém disse, e não deixa de ser.
    Eu amo clássicos também, comecei a ler por causa dos clássicos, não por obras da moda. Mas concordo que ler, não importa o que, é o que há! Sempre temos algo a aprender.
    Tenho uma amiga, já uma senhora, super culta. Tem duas universidades, trabalhou em grandes empresas, é super competente como jornalista e adora ler aquelas novelas melodramáticas, sabe, "Sabrina", "Amanda", rsrs. Acho que o X da questão é essa. Existe literatura para todos os gostos! E se os jovens estão devorando Crepúsculo (que eu particularmente amo como obra de entretenimento), que bom! Fico feliz! Eles estão lendo. E uma obra sempre puxa a outra e quando a gente perceber, ele estarão amadurecendo e lendo obras mais profundas.
    bjos

    ResponderExcluir
  15. E olha só, meu comentário não apareceu...rs...

    Adorei o livro 2012 - Uma Aventura no Fim do Mundo e não posso deixar de ler este também.

    Desejo muito sucesso e criatividade sempre.

    Beijos

    @tinaventuri

    ResponderExcluir
  16. OI Van!

    Eu tenho só 22 anos e quando eu tinha 15 era da mesma forma como vc disse. Por isso, eu lia em casa, não levava o livro pra lugar nenhum...

    Hoje, não saio sem um livro na bolsa, aliás, só leio no ônibus pq não tenho mais tempo de ler em casa...

    E acho que as "modinhas" só tem a acrescentar... Saiu uma reportagem na Veja um tempinho atrás falando exatamente disso... Quem começa lendo Crepúsculo, pode terminar lendo Jane Austen... Quem lê Nicholas Sparks pode terminar num Machado de Assis, por exemplo...

    E ler, por si só, já é uma coisa boa... Aumentamos nosso vocabulário, a qualidade de argumentação, melhora da ortografia... Fora que nossa mente dobra de tamanho, né?

    Adorei o post!

    Bjoos!

    ResponderExcluir
  17. a leitura esta muito além do imagibavél ela é pra mim como um refúgio uma viagem ela me completa me instiga e me faz sentir uma sensação tão sublime quanto comer chocolate ou mesmo voar como pássaros.

    ResponderExcluir
  18. Eu concordo, Crepúsculo pode ser um livro bom, que você lê em dias, e acabou! Nada de mais acontecerá na tua vida por ler.. agora outros livros, alguns nos dão até força de vontade, fé e muito mais!!

    ResponderExcluir

 
O Simbolista © 2012 | Designed by Guilherme Cepeda