Editoras #1 : Draco

quinta-feira, 7 de julho de 2011

Olá pessoal e aí?Desculpem a "ausência", mas a gripe e dor de cabeça me atacarm e só agora melhorei um pouco...

Esta é uma seção onde falarei um pouco mais das autoras parceiras ou futuras parcerias do blog, vou começar pela Draco.

Draco vem do latim, dragão.“A palavra dragão (em inglês, dragon) vem do grego drákon, δράκων, que deriva do verbo derkomai, “olhar”, pois seu papel no mito grego é o de vigiar tesouros cobiçados. O nome tem sido dado a criaturas mitológicas muito diversas, de diferentes culturas."
A Editora propõe algo diferente.Ao invés de apenas vigiar esses tesouros cobiçados, quer também apresentá-los a todos que os buscam. Esses tesouros estão por toda parte: internet — em suas muitas facetas como blogs, sites de compartilhamento e redes sociais; computadores pessoais — escondidos por autores que são verdadeiros dragões, no sentido original da palavra; impressos — compartilhados entre amigos e familiares — e, claro, também nas estantes das livrarias por todo o país. Esses tesouros, ou podemos dizer, tesouro: a literatura fantástica brasileira.
A Editora Draco quer fazer conhecido esse imaginário brasileiro, tão nosso e único, mesmo influenciado por obras estrangeiras que chegam através de livros e outros meios.

Querendo publicar autores brasileiros, aliando design, ilustrações e tudo o que for possível para melhorar nossos produtos. Que nossos leitores sejam atraídos pela beleza, mas nunca deixem de se maravilhar com as histórias e personagens que nossos livros trazem.
Que os autores brasileiros possam compartilhar seus tesouros e nós, amantes de livros e literatura fantástica, possamos ajudá-los a chegar aos leitores, abrindo portões e vencendo armadilhas, criando imagens e histórias que possam ser contadas por muitos anos.
O dragão despertou e convida a todos para desfrutar desse tesouro.
Vídeo sobre a divulgação dos lançamentos de 2011/2012:

Algumas releases dos lançamentos da editora: 
-SPACE OPERA
Quem nunca imaginou viajar em uma nave estelar e explorar novos mundos? Ou lutar contra um temido Império Galáctico? Ou destruir implacáveis robôs que tentam exterminar a humanidade? Ou ainda travar uma luta mortal contra um arqui-inimigo usando armas do futuro?
Space Opera é um subgênero da Ficção Científica que traz aventuras espaciais e planetárias em cenários exóticos, com heróis e vilões que vivenciam conflitos pessoais empunhando suas armas sempre prontas para a luta. A expressão foi criada nos EUA, nos anos 1940, em analogia às melodramáticas radionovelas da época, então chamadas de soap operas, sendo que Space Opera pode ser melhor traduzida como “novela espacial”, e é um sucesso na literatura, na TV e no cinema.
Com a presença dos grandes talentos da ficção especulativa brasileira: Gerson Lodi-Ribeiro, Clinton Davisson, Maria Helena Bandeira, Jorge Luiz Calife, Letícia Velásquez, Marcelo Jacinto Ribeiro, Flávio Medeiros Jr., Larissa Caruso e Hugo Vera, a coletânea Space Opera – Odisseias Fantásticas Além da Fronteira Final traz nove histórias onde os autores instigam os leitores a cada nova tecnologia apresentada, a cada aventura vivida e a cada momento de perigo e reviravolta, além de, é claro, a diversão que a Space Opera oferece.
Conflitos políticos, batalhas espaciais, alienígenas, romance, espionagem, tecnologias do futuro, aventuras shakespearianas e um toque de jeitinho brasileiro. Prepare-se! A nave Space Opera já irá partir…
-O Preregrino
capa_peregrino
O romance O Peregrino – Em busca das crianças perdidasde Tibor Moricz, fala de duelos heroicos, amizade e coragem. Fala também de cobiça, ódio e perseguição. Narra a jornada de um homem em busca de crianças perdidas, de pistas para esclarecer seu passado misterioso e de suas próprias e assustadoras verdades.
Para lá do Posto de trocas do Finnegan, para lá da Garganta do enlouquecido (muito cuidado aos que forem atravessá-la), existem três cidades. Em duas, Downtown e Middletown, os cidadãos vivem massacrados pelo jugo totalitário imposto por Uptown, a terceira delas.
De Uptown vêm abutres terríveis, delegados simbiontes mortíferos e fantásticos mecanismos cujas funções extrapolam a mais fértil imaginação.
Só uma coisa une todas as cidades: a crença na vinda de um homem, na vinda de um salvador. A crença na vinda do Peregrino.
Ambientado no meio oeste norte americano nos idos de 1870, este romance promete tudo, menos tédio. Com ritmo narrativo intenso e final surpreendente, O Peregrino tem tudo para ser um dos principais lançamentos do ano dentro da literatura de gênero nacional.
-Crônicas de Atlântida - O Tabuleiro dos Deuses
capa_antestardedoquesempre
Em Crônicas de Atlântida – O tabuleiro dos deuses, romance de estreia de Antonio Luiz M. C. Costa, editor e colunista na revista Carta Capital, os deuses começaram mais uma partida de um jogo milenar secreto no qual o mundo fantástico de Kishar é o tabuleiro e os heróis humanos seus peões. Mas até eles serão surpreendidos com o desenrolar dos acontecimentos, pois novos jogadores se intrometem para mudar as regras e virar a mesa, enquanto as peças se rebelam e querem decidir seus próprios destinos.
Baseada em diversas fontes, como os escritos de Platão e referências esotéricas, a reconstrução da lendária Atlântida é de um detalhamento impressionante, e a viagem do leitor enquanto acompanha as descobertas da sensual xamã Tiakat, do idealista guerreiro Sistu e da exótica e talentosa Tjurmyen será inesquecível.
Para esse triângulo amoroso, a fantástica capital e seus segredos será uma rede que os envolverá nas mais altas intrigas em um mundo no qual a magia, a religião e a ciência andam de mãos dadas. A capital de Atlântida será o palco de um conflito em que uma era será decidida, mas que pode significar o fim de um legado de desenvolvimento nunca atingido entre todas as raças humanoides.
necropolis_altaneonazulCORRENTE_ALTAannabel_capa
-Necrópolis, livro de Douglas MCT autor da minha cidade(Socorro), que já trabalhou com Maurício de Souza;
-Neon Azul, de Eric Novello, uma ficcção que se passa em um bar com váriasfiguras;
-A Corrente, de Estevão Ribeiro, que será lançada na Itália;
-Annabel & Sarah, uma muito  bonita que a editora produziu.
Mais uma editora que valoriza o trabalho de escritores brasileiros, que com certeza fará sucesso no mercado editorial nacional, gosto muito da proposta da editora e o real valor que dá a produção nacional....


Um comentário:

  1. Oiii
    Muito legal seu blog...
    Depois se você quiser dar uma olhadinha no meu... e se puder segui-lo também eu agradeço.. Já estou seguindo o seu... ;)
    Beijoss

    http://lyluciana.blogspot.com/

    ResponderExcluir

 
O Simbolista © 2012 | Designed by Guilherme Cepeda